ECONÔMETRO

Economizados com os projetos da Comfort Lux
Iluminação Industrial - Características 09/07/2019 | em : Novidades e mercado

Iluminação Industrial - Características

Quando se pensa em um projeto de iluminação industrial, há vários pontos que devem ser considerados a fim de proporcionar custos operacionais mais baixos do ponto de vista da iluminação. Ter a economia a longo prazo no consumo de energia elétrica, é crucial e deve ser o foco em todas as fases do projeto, visando aproveitar as oportunidades na fase de escolha do conjunto de luminárias, na definição da altura de fixação, na automatização/dimerização, na distribuição dos circuitos elétricos, no aproveitamento da iluminação natural, incluindo prever a colocação de equipamentos de iluminação natural prismática, e também na  localização dos interruptores para atender às necessidades de iluminação do local e de seus usuários.

Um projeto luminotécnico, inicialmente, deve definir o nível ideal de luz do ambiente, levar em consideração as atividades que serão realizadas e o público a ser atendido, para isso, é importante seguir a indicação da norma brasileira ABNT NBR 5413 – Iluminância de interiores, que define a quantidade de lux necessária para diversos locais. Considerando que a iluminação do ambiente influencia no desempenho dos trabalhadores, é essencial que as recomendações normativas sejam atendidas pelo projeto luminotécnico. Para confirmar a quantidade correta de iluminação, é necessário realizar uma verificação prática por meio da medição do nível de iluminação com um luxímetro e comparar com os valores normativos para dirimir qualquer dúvida quanto à quantidade de lux proporcionados pela iluminação na área.

Em ambientes industriais, é necessário levar em consideração os aspectos relacionados com a facilidade de manutenção do conjunto das luminárias, se possuem certificações obrigatórias para produtos de uso em ambientes que possuem a possibilidade de vazamentos de produtos inflamáveis.

Também deve ser considerada a vida útil das luminárias e dos equipamentos de iluminação natural prismática, considerando ainda o custo da reposição ou manutenção das luminárias (aquisição e mão de obra de substituição), além da quantidade da energia elétrica consumida na iluminação ao longo do tempo, pois a economia pode ser significativa.


Recomendações a serem consideradas durante a fase de projeto, objetivando a eficiência energética

 Aproveitar a iluminação natural, que além de mais saudável é sustentável (reduz o consumo de energia elétrica). Em galpões industriais, centros de distribuição e até mesmo em áreas de produção, é possível utilizar sistemas de iluminação natural prismático, que durante o dia permitem manter a iluminação artificial total ou parcialmente desligada sem comprometer as atividades do local e atendendo aos níveis de iluminação normativos.

Distribuir os circuitos de alimentação das luminárias para facilitar os desligamentos parciais conforme a iluminação natural existente.

Analisar a possibilidade de instalar um sistema de automação/controle da dimerização de luminárias LED.

Projetar uma iluminação ambiente específica para a circulação das pessoas, movimentação de materiais e locais com as máquinas para proporcionar adequados níveis de iluminação para os seus operadores.

A iluminação pode ser responsável por grande parte do consumo de energia elétrica em um armazém, portanto, deve ser eficiente e econômica, como por exemplo, fazendo uso de luminárias LED. Por isso, uma iluminação industrial bem projetada melhora o ambiente de trabalho, aumenta a segurança dos funcionários, proporciona melhor produtividade, reduz custos operacionais e também contribui para a preservação do meio ambiente.

Fonte: O Setor Elétrico




+55 51 3362-1680